sábado, 7 de julho de 2007

Torcer ou comentar, eis a questão.

A dupla que faz a transmissão de Fórmula 1 da Globo é das que mais me impressiona. Os caras fazem isso há uns 30 anos e, volta e meia, escorregam sério. Muitas vezes porque querem mais torcer do que informar. Hoje no treino para o GP da Inglaterra, Felipe Massa fazia sua volta rápida e vinha batendo o tempo da pole, até então de Fernando Alonso, em todas as parciais. Milésimos de segundo antes de cruzar a linha de chegada, Reginaldo Leme não se controla e solta "- É do Massa!". Mal termina a frase e o implacável cronômetro, que não torce pra ninguém, mostra que ele só havia conseguido o segundo tempo. Galvão Bueno, meio sem graça, justifica que algo aconteceu no trecho entre a última parcial e a chegada. Será que em tanto tempo o sr. Reginaldo Leme não aprendeu que ele está ali pra informar e não pra torcer? E, pior, que muita coisa pode acontecer em um pequeno pedaço de volta. No final das contas, Lewis Hamilton ainda fez um tempo melhor e conseguiu a pole position em sua primeira corrida em casa. Massa, pra desespero do especialista da Globo, ficou em quarto.

2 comentários:

Paulo Roberto Ândel disse...

Excelente.

Se cabe sugestão, apesar de ser blog, é banca vc produzir textos que caibam aproximadamente em duas páginas. Por quê? Simples: se amanhã ou depois vc resolver publicar, tá tudo ok.

Braço.

Nicanor disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.